Destruir

Qual a motivação que me levou a fazer estas fotografias?

Poderia dizer que foi a ideia de que, muitas vezes para começar de novo, é preciso destruir o que ficou para trás. Voltar ao nada para livremente recomeçar.

Poderia dizer que, em verdade, não destruí nada, o que fiz foi uma espécie de processo escultórico invertido. Invertido na medida em que acaba com a ausência da forma…

Poderia dizer que, em verdade, não destruí, porque destruir é fazer desaparecer, e eu procurei encontrar formas que me interessassem antes de chegar ao nada.

Poderia dizer que, em verdade, não destruí, porque a matéria que deixou de existir deu lugar à construção de um registo fotográfico.

Poderia dizer ainda mais sobre o que esteve na origem deste trabalho, mas talvez seja mais genuíno dizer que simplesmente gosto de destruir.